O Grupo MoviMente, formado por 3 profissionais que atuam no Centro de Atendimento e Estudos da Saúde do Servidor Público do DF (Caessp-DF) – Espaço NovaMente, realiza uma oficina terapêutica, em grupo, com pacientes em atendimento no centro. O quarto encontro ocorreu nesta quarta-feira (7), com presença de 7 pacientes.

De acordo com a fisioterapeuta Jessica Oliveira Beda, a oficina desta quarta-feira teve como objetivo falar sobre “educação em dor”.

Segundo ela, durante uma hora de oficina terapêutica, os profissionais e os pacientes trataram sobre alguns conceitos de neurociência em dor, abordagem multidimensional e multidisciplinar em dor crônica.

Vivência de cada um

“É uma atividade muito importante nesse processo pois os participantes discutiram estratégias e vivências, inclusive em relação ao estigma no ambiente de trabalho, pelo fato de não ser algo visível. Trabalhar o olhar ampliado em saúde mental é nosso objetivo”, afirma Jessica.

Os pacientes puderam refletir sobre suas experiências e foi tratado também sobre a problematização de suas crenças relacionadas ao tema. Também orientaram a atividade a terapeuta ocupacional Juliana Ferreira e o profissional de educação física Álvaro Salles Pimenta.

Olhar ampliado

Segundo os profissionais, o objetivo do grupo é trabalhar o olhar ampliado de Saúde Mental, considerando dimensões biológicas, psicológicas e sociais. Dois novos encontros já estão previstos.

Entre os temas relacionados na atividade estão: rede de apoio, higiene do sono, atividade física, técnicas de relaxamento, práticas integrativas e complementares em saúde, lazer, autoconhecimento, além de outros assuntos que surgem a partir das demandas dos participantes.

“Nosso objetivo sempre foi esse. Ter profissionais que atuam próximo do paciente e que realizem atividades que vão além do que já é praticado atualmente em todo o mundo. A ideia é realmente inovar com práticas eficientes e temos visto que essa dedicação faz toda diferença para quem está recebendo o acolhimento”, afirma a presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues.